Inovação: saiba como aplicar o conceito no trabalho e na sua vida 

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Inovação é a tendência da vez no mercado. Não importa qual a área ou expertise do negócio, todo mundo diz que para se destacar é preciso inovar. Mais do que isso: independentemente de o seu cargo ser de liderança, administrativo ou operacional, é importante levar a inovação para o seu dia a dia profissional se você quiser se destacar. Mas por onde começar? A ideia de que a inovação tem a ver com tecnologia persiste em vários setores, mas na prática não é bem assim. É claro que o conceito envolve automação de processos, inteligência artificial e uso de dados, mas não é só isso. Inovar, no trabalho e na vida, pode ser bem simples e fácil. “É preciso quebrar esse paradigma de que inovação é algo inalcançável e de que você terá um sonho ou uma ideia capaz de transformar a humanidade. A inovação é algo que está no seu dia a dia, que pode solucionar um problema antigo e que não necessariamente terá um caráter disruptivo. Pode ser uma ideia para melhorar as operações na área da sua empresa ou que trará benefícios para o seu cliente. Ter essa ideia simplificada é o primeiro passo para que as pessoas inovem com mais frequência”, comenta Edison Edwin, publicitário, gestor empresarial e especialista em empreendedorismo e inovação.  
 
Inovar é mudar a perspectiva 
 
Em outras palavras, inovar não significa inventar algo surpreendente, mas criar uma nova maneira de realizar algo que já existe. A educadora, pedagoga e produtora de conteúdo Milene Massucato sugere, com base em suas múltiplas experiências, formas de aplicar a inovação no trabalho, seja ele qual for. Confira! 
 
Troque ideias com os colegas. Isso pede, por exemplo, circular por departamentos diferentes e conversar com pessoas com as quais (ainda) não tem proximidade. A diversidade é fundamental para conhecer outros pontos de vista e, a partir deles, pensar em novos jeitos de fazer aquilo que você faz todos os dias. É uma troca enriquecedora para todo mundo, inclusive para a empresa. 
 
Pense em alternativas. A dica vale não só para quando surge um problema e as capacidades de flexibilidade e resiliência são testadas. Tente mudar ou encurtar processos diários para conferir os resultados. Você pode começar por procedimentos mais básicos e ir aprimorando as mudanças. Pode surtir efeitos indesejados? Pode, mas também existe a chance de dar certo. Se você não testar, nunca vai saber. 
 
Aprenda algo o tempo todo. “Procure resgatar aquela curiosidade típica da infância. As crianças são curiosas por natureza e, por conta disso, têm o pensamento aguçado a todo momento. Fazer cursos, ler livros, ouvir o conhecimento de alguém mais experiente, entre outras ações, estimulam o pensamento”, diz Milene. 
 
Organize o espaço de trabalho de um jeito diferente. Mudanças básicas, como deixar relatórios urgentes fáceis de manusear ou trocar o computador de lugar, podem modificar a maneira como você realiza suas atividades e gerar mais produtividade. 
 
Transforme a maneira de apresentar ideias. A forma pode tornar o conteúdo mais interessante. Reúna referências, troque o modelo PowerPoint por uma proposta interativa, mude o jeito de exibir gráficos. Explorar linguagens ajuda a fomentar o pensamento inovador. 
 
E no dia a dia, é possível se tornar uma pessoa mais inovadora? 
 
Não só é possível, como um objetivo bastante válido em um contexto corporativo em que as necessidades mudam numa velocidade rápida e a capacidade de atenção e resposta é testada constantemente. A expressão-chave, aqui, é sair da zona de conforto. Como? Veja algumas ideias apontadas por Edwin e Milene!
 
• Coloque-se em desafios. Não precisa apostar em algo extremo como tentar um esporte radical, mas em mudar algo trivial: os ingredientes de uma receita tradicional, por exemplo. 
• Ouça músicas diferentes das habituais. Ritmos estranhos à sua escuta produzirão sensações novas e poderão inspirar bons insights. 
• Assista a filmes e séries de idiomas diferentes. Além do mesmo efeito da música, você tem uma visão geral de como outras culturas funcionam e como as pessoas de outros países interagem, trabalham, cuidam dos filhos etc. 
• Visite lugares inusitados. “Mesmo não tendo filhos, quando viajo gosto de visitar parques de diversões e lojas de brinquedos. São experiências que podem trazer perspectivas diferentes e ideias inovadoras”, conta Edwin. 
• Amplie seu repertório de referências. “O Pinterest é uma boa fonte de inspirações e de ideias para os mais diversos tipos de trabalho e de estilos”, diz Milene. 
 
Gostou do conteúdo? Fique de olho, pois a Unimed Seguros está preparando uma semana inteira dedicada à inovação, com palestras e outras novidades que, com certeza, farão muita diferença no seu trabalho e na sua rotina. Aguarde!